A razão de ser da nossa cozinha, que preferimos chamar de tradicional requintada, é o território onde estamos inseridos. Território cuja história e cultura assenta na produção agrícola de saberes e sabores rurais que não queremos ver perder.

O azeite está na base da nossa culinária, bem como os enchidos, os fumeiros e os queijos. As carnes de bovino, ovino e caprino, são ponto assente na nossa cozinha que se apresenta enraizada igualmente no bacalhau e no polvo, produtos que outrora chegavam a esta zona através de métodos antigos de conservação.

A horta, fazemos questão que seja a da época e dos ciclos naturais de produção.

O pão é das padarias tradicionais da aldeia que nos inspira, Escalhão, e que vai à mesa com as azeitonas produzidas neste lado do Douro, o Superior.

As sobremesas são caseiras e ancestrais.